Dados pessoais do seu cartão: quais cuidados você deve tomar

Cartões de crédito são sinônimo de praticidade. Com eles, você pode pagar despesas sem ter que andar com dinheiro em espécie ou cheque e, nas lojas on-line, muitas vezes consegue receber o produto mais rapidamente por confirmar o pagamento no ato.

 Criminosos também estão interessados nesta praticidade toda — desde que você pague as contas. Fraudes envolvendo cartão de crédito são mais frequentes do que pensamos e, quando o problema é constatado, nem sempre é fácil resolvê-lo.

 É por isso que a prevenção é importante. Nas próximas linhas você encontrará dicas simples, mas que dão uma ajuda e tanto na hora de proteger o seu cartão de crédito ou débito.

Na internet

1. Utilize seu cartão apenas em lojas ou serviços on-line com boa reputação

Se deseja comprar um produto ou serviço em um site desconhecido, pesquise por sua reputação antes de fechar o negócio. Para isso, você pode procurar opiniões em mecanismos de busca ou pesquisar em sites específicos para esse fim, como o Reclame Aqui.
Também é importante verificar se, no ato da compra, o site faz com que o símbolo de um cadeado seja exibido na barra de endereço do navegador, como na imagem abaixo.

Se isso não ocorrer, é recomendável não concluir o processo, pois o cadeado indica que o site está criptografando o envio de suas informações, acrescentando uma camada de segurança importante ao processo.

Quando for alterar o seu plano para o cartão de crédito recorrente da Fit Telecom, veja se o domínio tem o cadeado, o correto é recorrente.fittelecom.com.br ou https://fittelecom.app.vindi.com.br/customer/pages/8288e4d9-2cec-40c4-9a54-782d14dd8677/subscriptions/new

2. Atenção com ligações de confirmação

É normal que lojas ou mesmo operadoras entrem em contato com o consumidor logo após uma compra. Essa é uma maneira de confirmar alguns dados para prevenir fraudes.
Tome cuidado, no entanto, se a ligação pedir informações estranhas: código de segurança (CVV) e data de vencimento, por exemplo, são dados que não devem ser requisitados por telefone.
A Fit Telecom, por exemplo, nunca pedirá esses dados, e se receber alguma ligação desse tipo, desconfie e entre em contato com a gente!

3. Não publique a foto do seu cartão em redes sociais

Pode parecer um cuidado bobo, talvez óbvio, mas em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram é relativamente fácil encontrar usuários que, empolgados pela chegada de um cartão de crédito novo, divulgam a foto deste nesses serviços. Se quiser fazê-lo, ao menos tome o cuidado de tampar o número do cartão ou apagá-lo na imagem.

4. Faça compras com cartão apenas em seu próprio computador ou celular

Sempre que possível, faça compras com cartão de crédito a partir de seu computador pessoal, smartphone ou tablet. A manutenção de computadores públicos (em universidades, bibliotecas, lan houses, etc.) está fora do seu controle, portanto, são maiores as chances de haver softwares maliciosos ali que capturam estes dados. Mesmo que você esteja utilizando equipamentos próprios, também é recomendável não realizar transações a partir de redes Wi-Fi públicas.

5. Proteja seu computador ou dispositivo móvel

De nada adianta utilizar apenas seu computador ou dispositivo móvel para compras se o equipamento não for protegido. Já falamos nesse post do blog, mas lembrando, aí vão algumas dicas:
• Tome cuidado com links em e-mails falsos ou redes sociais;
• Instale somente programas bem avaliados, faça downloads apenas de sites conhecidos, utilize um bom antivírus e o mantenha atualizado;
• Mantenha sistemas operacionais e aplicativos atualizados;
• Utilize senhas fortes em serviços on-line para evitar que seu e-mail, por exemplo, seja acessado por terceiros.

6. Monitore o uso do seu cartão com SMS, e-mail ou aplicativo

Você sabia que, na maioria das administradoras, você pode receber um SMS toda vez que uma compra com o seu cartão de crédito for feita? Essa é uma ótima maneira de identificar fraudes: ao receber uma mensagem referente a um pagamento não reconhecido, você saberá que seu cartão provavelmente está sendo usado indevidamente por terceiros e poderá comunicar o banco ou a operadora antes que mais gastos sejam feitos.
Entre em contato com o seu banco ou operadora para se informar a respeito. Na maioria das vezes, este serviço é gratuito e, em alguns casos, pode ser oferecido também via e-mail ou aplicativo móvel.


No mundo “real”

1. No caixa eletrônico (ATM)

Ao utilizar o cartão no caixa eletrônico (seja ele de débito ou crédito) para sacar dinheiro, realizar pagamentos, conferir saldos, entre outros, observe a movimentação ao seu redor. Saia do local sem realizar a operação se notar algo suspeito.
Antes de inserir o cartão, tateie o equipamento. Se identificar componentes, fios ou qualquer característica incomum, utilize outro terminal e, se for o caso, alerte a instituição responsável. A máquina pode ter sido violada.
Se o seu cartão ficar preso ou você tiver dificuldades para operar o caixa, não aceite a ajuda de estranhos e procure o banco.
Prefira realizar operações no caixa eletrônico em locais e horários com grande circulação de pessoas para inibir abordagens suspeitas.

2. Em lojas, restaurantes e outros estabelecimentos

Ao efetuar pagamentos em lojas, restaurantes e por aí vai, mantenha o cartão de crédito SEMPRE em seu campo de visão. Não permita que o funcionário que estiver te atendendo leve o cartão para lugares que você não tem acesso.  Além disso, só digite a senha se o valor a ser pago for exibido e, claro, estiver correto.
Antes de ir embora, verifique se o cartão é mesmo o seu — um funcionário mal intencionado pode trocá-lo por um cartão semelhante.

3. Muita atenção ao digitar a senha do cartão

Ao digitar sua senha, verifique se não há pessoas por perto observando o ato. Se necessário, peça “licença” apenas para deixar claro que você está atento quanto a isso. Memorize a sua senha, não a anote em papéis para guardá-la na carteira ou na bolsa.

4. Em caso de perda, furto ou roubo

Cartão perdido, furtado ou roubado? Entre em contato com o banco ou operadora o quanto antes para bloqueá-lo. Para tanto, é importante manter o número da instituição em seu celular ou agenda. Em caso de viagens internacionais, verifique se a operadora oferece um número telefônico específico para essa situação. Você também deve entrar em contato com o emissor de seu cartão caso suspeite de fraude. Sempre anote número de protocolo, horário e data da ligação.

5. Não empreste o seu cartão de crédito

Nem mesmo para parentes ou amigos próximos. Mesmo que a pessoa seja confiável, você não sabe se ela toma todos os cuidados de segurança. No caso de filhos ou cônjuges, por exemplo, prefira fornecer a eles cartões adicionais. Estes são vinculados ao seu cartão, mas têm dados diferentes. Cartões adicionais também permitem ao titular estabelecer limites menores e acompanhar as despesas em sua própria fatura.

6. Analise atentamente a sua fatura

Leia com calma cada item da sua fatura. Se encontrar despesas não reconhecidas (é uma boa ideia guardar recibos de compras para ter certeza), contate a operadora imediatamente. A dica de acompanhar os lançamentos via SMS ou aplicativo também é válida aqui.

Meu cartão foi fraudado. O que eu faço?

Encontrou um lançamento na sua fatura que você não reconhece? Recebeu um SMS de uma transação que você não realizou? Seu cartão foi roubado ou furtado? Não tenha dúvidas: avise a administradora do cartão o quanto antes.

A companhia, muito provavelmente, irá cancelar o seu cartão e emitir outro com nova numeração. Anote todas as informações referentes ao contato, especialmente protocolos. Também é importante guardar recibos e outros documentos envolvidos.

Os valores não reconhecidos devem ser cancelados ou, no caso de a fatura já ter sido paga, estornados (incluindo aí impostos, juros e taxas relacionadas). Se a administradora se negar a fazê-lo, você deve procurar um órgão de defesa do consumidor, como o Procon, ou mesmo meios judiciais.

A administradora pode alegar que a responsabilidade pelos prejuízos é do cliente, mas se o fizer, terá que provar.

Tanto no caso de perda do cartão quanto no de despesas não reconhecidas, convém registrar um Boletim de Ocorrência (BO). Esse documento pode ajudar em possíveis investigações pelas autoridades e, quando for o caso, em processos judiciais contra a operadora.

#DicasFit #FitTelecom #SegurançaOnline

Assine a melhor fibra óptica → AQUI ←

Qualquer dúvida, estamos à sua disposição das 7h à 0h, no inbox, no chat ou no telefone: 18 3638-4000

NOSSAS LOJAS FÍSICAS:

Birigui/SP → Rua Conselheiro Antônio Prado, 104, Centro • 18 3638 4010

Guararapes/SP → Rua Prudente de Morais, 1083, Centro • 18 3406 1211

Lins/SP → Rua XV de Novembro, 55, Centro • 14 3523 7799

Promissão/SP → Av. Pedro de Toledo, 349, Centro • 14 3541 1904

Fernandópolis/SP → Rua Espírito Santo, 1183, Centro • 17 3463 1075