MMF #3 → Como é feita a configuração do seu roteador?

 

Na terceira publicação da nossa série ‘Wi-fi: Meu malvado favorito’, vemos que, depois de conhecer e estudar todas as variáveis do cenário ‘casa do cliente’, é necessário configurar corretamente o roteador, de acordo com os dispositivos que o contratante mais utiliza.

Sobre a configuração do equipamento, serão analisados os seguintes pontos:

– Verificamos as configurações de canal e checamos se há outros dispositivos próximos (roteadores e repetidores vizinhos) utilizando o mesmo canal;
– Checamos se as configurações de DNS estão corretas (DNS FIT: 177.154.33.33 e 177.154.33.66);
– Verificamos as configurações do SSID, se o nome não está com espaços ou caracteres especiais;
– Verificamos se a criptografia da senha do wi-fi está da maneira ideal para os dispositivos do cliente (lembrando que há dispositivos que exigem uma certa especificação para essa criptografia, como os da Apple que pedem o AES);
– Em relação à frequência (20 mhz ou 40mhz), grande parte dos equipamentos trabalham em 20mhz, mas há casos em que uma forma mista 20/40mhz é necessária;
– Sobre os canais, há dispositivos que não conectam em canal alto (ex: 11) e alguns casos em que canal baixo também não conecta (ex: 1). Nesses casos normalmente a rede Wi-fi nem aparece para conectar. Em várias situações deixar o canal em “Automático” acaba sendo o melhor caminho embora o recomendado seja sempre utilizar os canais 1, 6 ou 11.

Realmente, vemos que não é só ligar na tomada e usar, não é mesmo? Há uma série de fatores a serem vistos, caso a caso.

Por isso, quando tiver alguma dúvida, envie um whatsapp para o nosso suporte, você será prontamente atendido(a): 18 3638-4001