Ransomware: o que é e como proteger seu computador

Vírus “sequestra” dados dos usuários e os obriga a pagar uma quantia para liberar o conteúdo; pagamento costuma ser feito por meio de bitcoins

 Um ransomware foi responsável por afetar 300 mil computadores em 150 países recentemente. O ataque cibernético do WannaCry, como ficou conhecido, serve de alerta para os usuários sobre a necessidade de adotar medidas de proteção. Entre as ações recomendadas por especialistas, estão a atualização de sistemas operacionais, o uso de antivírus e até mesmo de softwares livres.

Esse tipo de vírus criptografa os arquivos, fazendo com que eles fiquem inacessíveis. Para descriptografar, a vítima precisa de uma “chave” que libera o acesso ao conteúdo. A intenção dos cibercriminosos é vender a chave para os usuários. O pagamento costuma ser feito em bitcoin, uma moeda que dificulta o rastreamento por autoridades.

É importante manter os sistemas operacionais atualizados e usar um bom antivírus. Esse código malicioso infecta a máquina e procura outras máquinas na rede que tenham a mesma vulnerabilidade, então ele copia o código malicioso para essa máquina remota e vai ser executado, pois consegue se replicar na rede. A segunda etapa é criptografar os dados do usuário de forma com que ele tenha que pagar um resgate para ter seus dados de volta. O poder de disseminação do WannaCry se deu pela falta de atualização de muitos sistemas operacionais.

Veja abaixo 5 dicas para evitar ataques cibernéticos:


1) Mantenha o computador atualizado
Para se prevenir, o usuário precisa manter o sistema atualizado e utilizar somente sistemas originais. Isso também significa não usar uma versão pirata para poder ter essas atualizações “automáticas”.

2) Não abra e-mails ou links suspeitos
É importante se atentar à veracidade de anúncios, mensagens e links exibidos em sites ou recebidos em e-mails. Evite clicar em promoções enviadas para o seu e-mail, por exemplo. Nesse caso, deve-se verificar o endereço do remetente e estar atento ao domínio responsável por enviar a mensagem.

3) Faça backup (cópias) de seus arquivos
O maior risco para uma vítima de ataque por ransomware é perder seus arquivos. Por esse motivo, muitos optam por pagar a quantia determinada pelos cibercriminosos, ainda que se trate de um valor inviável. Para evitar problemas de segurança, essas cópias devem ser feitas regularmente. O ideal é ter um backup em um HD externo ou nuvem.

4) Use antivírus
O uso do antivírus pode ajudar a dificultar um ataque e identificar ameaças. É essencial sempre ter um antivírus atualizado instalado no computador. Os antivírus gratuitos atuam somente em uma camada, como a verificação de arquivos executados no computador. Por isso, um antivírus simples não consegue deter certos tipos de ameaça. Também é importante utilizar essa proteção em celulares e tablets.


Fonte: Tecnologia – iG @ http://tecnologia.ig.com.br/dicas/2017-06-01/ransomware-arquivos-computador.html